• ARTICULAÇÃO POR DIREITOS NA PANDEMIA

    monitoramento da atuação do poder público no contexto da Pandemia da Covid-19 a partir das vivências de grupos e comunidades

  • QUEM SOMOS

    A Articulação por Direitos na Pandemia é composta por dezenas de entidades, coletivos, movimentos sociais e organizações populares de todo o Brasil. Preocupadas com o impacto da pandemia para a segurança, saúde e dignidade da população de comunidades, periferias e grupos vulnerabilizados, nos mobilizamos para monitorar a atuação e as ausências do poder público no contexto da pandemia a partir das vivências e realidades dos grupos e comunidades vulnerabilizados.

     

    Nosso objetivo é disputar narrativas e dar visibilidade a omissões e violações de direitos, e para incidir por políticas públicas e ações imediatas e estratégicas na perspectiva do direito à cidade e justiça social. Saiba mais!

  • EXIGIMOS MEDIDAS EM APOIO ÀS FAMÍLIAS DO AMAPÁ!

    A Articulação por Direitos na Pandemia vem por meio desta nota expressar sua profunda preocupação e solidariedade com as famílias amapaenses, que estão passando por um momento de calamidade e extremo descaso do poder público na garantia de seus direitos mais básicos. O estado do Amapá registra mais de 57 horas sem energia elétrica em 13 de seus 16 municípios, trazendo graves impactos no fornecimento de suprimentos básicos como água, alimentos, internet e todas as demandas que são supridas com eletricidade.

     

    Nos preocupa principalmente o grande risco de contaminação pela COVID-19 que esta situação impõe. A pandemia ainda não acabou e milhares de famílias pobres estão desamparadas pelo estado, sofrendo com a falta de água e de comida, precisando tirar dinheiro de onde não têm para comprar carros-pipa, buscar água em baldes e formando filas nos estabelecimentos para abastecerem suas casas. Não existem redundâncias para cobrir as falhas no sistema elétrico, resultado de um incêndio em uma subestação de energia da capital, que ocasionou o apagão e ainda não há previsões para uma solução definitiva.

     

    Reforçamos a pressão ao Governo do Estado do Amapá, aos governos municipais e principalmente ao Governo Federal para destinarem recursos para a garantia da segurança das famílias do estado, principalmente as que vivem em territórios periféricos e descentralizados, e que sofrem com a situação de pobreza. É inaceitável que famílias pobres sejam abandonadas neste momento.

     

  • DIÁLOGOS E DENÚNCIAS

    Acompanhe aqui os vídeos produzidos pela Articulação por Direitos na Pandemia

    A falta d'água não teve solução.

    Apesar das promessas do poder público, a falta de abastecimento de água durante o período de pandemia não foi resolvida.

     

    No bairro do Ibura, em Recife/PE, os moradores e moradoras se viram forçados a caminhar para buscar água na casa dos vizinhos, gastar o dinheiro já curto para comprar água mineral para higienização, e até puxar água de poço com a própria respiração.

     

    Essa situação foi uma realidade em 92% das cidades brasileiras.

  • PANORAMA NACIONAL

    CONFIRA O RESULTADO DO MONITORAMENTO REALIZADO EM PARCERIA COM OS TERRITÓRIOS E GRUPOS VULNERABILIZADOS DAS AÇÕES DE PODER PÚBLICO NO CONTEXTO DA PANDEMIA.

  • DOCUMENTO POLÍTICO UNIFICADO

    Confira o documento assinado por mais de 80 entidades, redes, coletivos e movimentos, encaminhado para órgãos públicos competentes com propostas de ações de combate ao novo coronavírus nas diversas periferias do país.

  • BOLETINS INFORMATIVOS

    Confira aqui os boletins produzidos pela Articulação por Direitos na Pandemia

    Boletim nº01

    Junho/2020

    Confira o boletim de lançamento das ferramentas de monitoramento, onde explicamos nossos objetivos e metas. Acesse aqui!

    Boletim nº02

    Agosto/2020

    Confira o boletim onde divulgamos a sistematização nacional do monitoramento realizado entre os meses de maio e julho de 2020. Acesse aqui!

  • ENTIDADES COORDENADORAS